A gente não quer só comida

Ao invés de refeições em pílulas, que poderiam até prover os nutrientes necessários mas dificilmente saciariam nossa fome, ainda encontraremos na mesa pratos com textura e sabor. O que muda, de fato, é como produzimos nossos alimentos.

Agrotóxicos foram criados para que as plantações fossem mais resistentes a pragas. Entretanto, a tática sempre despertou desconfiança por gerar poluição e suscita debates acalorados sobre se isso compromete a qualidade dos alimentos e, consequentemente, impacta a saúde humana. A popularização da agricultura orgânica é prova disso.

As soluções inovadoras são… simples. Busca-se uma melhor utilização dos recursos naturais. O que pode colocar outros sabores no cardápio. Carne bovina demanda grandes espaços e ainda compromete a camada de ozônio. Ao invés de carne, que tal provar insetos? O menu inusitado foi proposto pela ONU. Até porque apenas abandonar os sistemas agrícolas atuais não seria prudente. Pesticidas foram criados para um propósito: dar mais resistência a frutas e verduras. Biodiversidade funcional, em que um ecossistema funciona em harmonia, e formas de proteger as safras a partir de técnicas naturais, como rotação de culturas, apontam novos caminhos para os agricultores.

Ao invés de consumir produtos, o ideal é optar por alimentos in natura. A nutrição saudável passa pela diminuição dos mantimentos industrializados. Cada vez mais pessoas estão aderindo à tendência, o que altera o caminho dos alimentos até a cozinha. O produtor rural ganha, cada vez mais, a companhia do seu antigo cliente. O plantio não depende apenas do campo. Hortas comunitárias e plantações independentes aparecem em ambientes urbanos.

E o hábito de comer em restaurantes convive com o ato de preparar refeições em casa. O jornalista Michael Pollan, um dos maiores críticos da indústria alimentícia, cultiva o que utilizará em suas receitas. Ele resume sua posição: “voltar à cozinha é um ato político“.

Não cheguei tão longe. Meu talento na cozinha é o mesmo desde que nasci. Mas chego lá. Por hora, me contento em plantar. A pimenta é um dos destaques da horta caseira. Aqui em casa, o tempero vem do quintal.

***

O belo vídeo acima foi bolado pelo The Verge, um dos sites responsáveis por tirar a tecnologia do nicho dos equipamentos eletrônicos e aproximar o tema de outros assuntos, como cultura. Essa animação sobre alimentação faz parte da série The Big Future, mas há muitos outras. Esperta, a página planeja investir ainda mais em vídeos no ano que vem.

Pós-fotografia

Batizada de pós-fotografia, a tônica da produção se concentra na edição, reinterpretação e no remix de imagens já existentes e espalhadas pela web.

[…] A pós-fotografia, porém, reacendeu discussões em torno da autoria de cliques compartilhados na internet. Há, ainda, críticas quanto a considerar reproduções de tela como trabalhos fotográficos.

[…] Se o conceito de fotografia foi tradicionalmente consolidado na ideia de escrever com luz, as novas produções são construídas a partir do processamento de algoritmos, sem o uso de câmeras.

Trecho do belo material produzido pelo suplemento Tec, da Folha de São Paulo.

FestAruanda 2013

Hoje chega ao fim o FestAruanda 2013. Foi bacana participar mais uma vez da seleção dos curtas. Muitos filmes não podem ser assistidos online. São produções recentes, ainda em circulação nos festivais (não raro, tais eventos pedem ineditismo em relação a outras plataformas).

Todavia… Como no ano passado não rolou festival, decidimos resgatar alguns títulos de safras anteriores. Dique (vídeo acima) e Linear são ótimos exemplos. Ambos disponíveis na rede.

Depeche Mode: “Delta Machine”

“I want people to feel good about listening to this record, to get some kind of peace. It’s just got something magical about it.”

Martin Gore, o compositor de letras soturnas como Walking In My Shoes, explica o próximo lançamento de uma das minhas bandas preferidas. Delta Machine chega em 26 de março. O primeiro single parece exemplificar o novo clima do DM: Heaven.

Delta Machine
1 Welcome To My World
2 Angel
3 Heaven
4 Secret To The End
5 My Little Universe
6 Slow
7 Broken
8 The Child Inside
9 Soft Touch/Raw Nerve
10 Should Be Higher
11 Alone
12 Soothe My Soul
13 Goodbye