Relatório de tendências

O relatório de tendências 2012 da trendwatching.com só chega no dia 21 de novembro. Entretanto, a empresa vem lançando resumos executivos do que vem captando ao longo do ano.

O mais recente deles é o Retail renaissance (Renascença do varejo). Nele, aborda o prazer dos consumidores em comprar produtos e serviços no “mundo real”. Isso porque as lojas físicas proporcionam contato humano, gratificação instantânea, possibilitam compartilhar experiências etc.

Mas há desafios. O varejo tem de se adaptar a um novo cenário de crise econômica nos países desenvolvidos, saber lidar com a concorrência do e-commerce e prestar atenção às novas exigências do consumidor, cada vez mais atento às questões ambientais.

Um resumo do estudo pode ser conferido online.

Social commerce, a nova tendência do comércio eletrônico

Acima, vídeo mostra a transformação da moda através dos anos. O viral foi criado para divulgar o lançamento de um novo shopping. Evidentemente, hoje o consumidor tem muito mais possibilidades que a loja física: nos EUA, roupa é o produto mais comprado online.

(Veja também: as iniciativas mais inovadoras da moda)

Atualmente, o comércio eletrônico foi além dos sites de compra e da febre das compras coletivas.  O e-commerce se diversificou: m-commerce (mobile), t-commerce (via tvs inteligentes ou tablets) e s-commerce (nas redes sociais) são algumas das opções do cliente virtual.

Dentro desse último, há uma subdivisão que se destaca: f-commerce. Utilizar o Facebook para vender produtos é vantajoso pelo tamanho do público que usa o serviço (750 milhões de usuários!). Além disso, pode-se criar gratuitamente lojas virtuais por lá. O Payvment, uma ferramenta para realizar negócios via social commerce, é um dos destaques desse setor. O serviço serviu de inspiração para a LikeStoreuma das opções nacionais para ganhar dinheiro no FB.

(Veja também: dicas para lançar uma loja de sucesso no Facebook)

Antes, é necessário criar a expectativa no consumidor. Online, é possível acompanhar as diversas semanas de moda no mundo (recentemente, ocorreram desfiles em Nova York e Londres) ou mesmo saber quando as novidades apresentadas nas passarelas chegaram, de fato, nas lojas.

Frase

Longe de realmente criar tendências, o que a moda faz é transformar em imagem e roupa os modos e as ideologias da sociedade em que está inserida.

(Coluna Última Moda, da Folha)