Pequenas empresas: como usar o Twitter de forma corporativa

Agende suas mensagens. Retuíte material de outras pessoas. Limite o número de caracteres (120 é o novo 140). Crie listas no Twitter. Compartilhe conteúdo original. Não esqueça das mensagens mais pessoais também. Quando responder a outros usuários, adicione “.” antes de @nomedousuário. Construa seu conteúdo em torno de uma hashtag relevante para sua indústria e público-alvo. Procure conhecer-se: faça pesquisas diárias com o nome da sua empresa no Twitter e descubra menções. Crie um Tweetchat: convoque seguidores em torno de um tema comum. Defina uma hashtag corporativa, dia e hora da semana e converse sobre esse assunto específico.

Achei no Huffington Post.

Como a política tornou-se um negócio

Political consulting is often thought of as an offshoot of the advertising industry, but closer to the truth is that the advertising industry began as a form of political consulting. As the political scientist Stanley Kelley once explained, when modern advertising began, the big clients were just as interested in advancing a political agenda as a commercial one.

***

No single development has altered the workings of American democracy in the last century so much as political consulting, an industry unknown before Campaigns, Inc. In the middle decades of the twentieth century, political consultants replaced party bosses as the wielders of political power gained not by votes but by money. […] Political management is now a diversified, multibillion-dollar industry of managers, speechwriters, pollsters, and advertisers who play a role in everything from this year’s Presidential race to the campaigns of the candidates for your local school committee. (Campaigns, now, never end. And consultants not only run campaigns; they govern. […].)

Da New Yorker.

Projeto Reconectar

Um dia offline. Essa é a proposta do projeto Reconnect. Em 2 de setembro, corte o sinal de suas traquitanas eletrônicas e se lance em atividades ao ar livre. A ideia da iniciativa é liberar a mente para produzir criativamente.

Não se trata de uma movimento anti-cibercultura. Você pode, por exemplo, tirar fotos. Só não deve publicá-las no Instagram. No dia seguinte, visite a página do projeto no Facebook e compartilhe sua experiência.

Lembra uma campanha da MTV e a propaganda Desconectar para conectar (vídeos abaixo). Entretanto, o Reconnect tem uma pegada mais focada na produção autoral, e não apenas no consumo de outras mídias ou na socialização.