Arquitetura sustentável e aberta

O projeto mais verde, o mais sustentável, é aquele já construído. Há muitos prédios sem função. Estamos fazendo um concurso global para a reutilização de antigas construções militares. Por que não criar nelas escolas no Afeganistão? O que fazer com Guantánamo?
É bom usar materiais, como bambu e palha, que camponeses já sabem usar e que têm sobras suficientes para construir com eles. Temos de pensar em materiais seguros e reutilizáveis em áreas propensas a desastres naturais. O Brasil, com enchentes periódicas, deveria pensar nisso.
Às vezes, materiais como a cola são tóxicos na próxima chuva. Eles podem proteger e matar ao mesmo tempo. A melhor inovação acontece quando você tem um problema claro e uma simples solução se alastra como chama.

Cameron Sinclair, na Folha. Sinclair é criador da Architecture for Humanity, ONG que revitaliza locais afetados por tragédias naturais.

Um dos braços de atuação da AH é a Open Architecture Network, rede online que oferece acesso a projetos arquitetônicos de código aberto. O site permite que arquitetos, designers, construtores e clientes possam compartilhar desenhos gratuitamente, incluindo arquivos CAD.

Cameron Sinclair na TED

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s