Arquitetura sustentável e aberta

O projeto mais verde, o mais sustentável, é aquele já construído. Há muitos prédios sem função. Estamos fazendo um concurso global para a reutilização de antigas construções militares. Por que não criar nelas escolas no Afeganistão? O que fazer com Guantánamo?
É bom usar materiais, como bambu e palha, que camponeses já sabem usar e que têm sobras suficientes para construir com eles. Temos de pensar em materiais seguros e reutilizáveis em áreas propensas a desastres naturais. O Brasil, com enchentes periódicas, deveria pensar nisso.
Às vezes, materiais como a cola são tóxicos na próxima chuva. Eles podem proteger e matar ao mesmo tempo. A melhor inovação acontece quando você tem um problema claro e uma simples solução se alastra como chama.

Cameron Sinclair, na Folha. Sinclair é criador da Architecture for Humanity, ONG que revitaliza locais afetados por tragédias naturais.

Um dos braços de atuação da AH é a Open Architecture Network, rede online que oferece acesso a projetos arquitetônicos de código aberto. O site permite que arquitetos, designers, construtores e clientes possam compartilhar desenhos gratuitamente, incluindo arquivos CAD.

Cameron Sinclair na TED

About these ads

Published by

charles cadé

Multimedia Professional & Communications Consultant. Great listener, avid reader, and movie lover.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s