Feliz 2010 ou a certeza do agora

E aí, como vamos de ano novo? Já havia escrito uma mensagem em dezembro, como sempre faço, mas resolvi lembrar novamente o momento para “respeitar” o calendário oficial brasileiro.

Cumprindo suas resoluções de ano novo? De acordo com estudo feito pelo professor de psicologia Richard Wiseman, apenas 12% das promessas são cumpridas. Você pode questionar a pesquisa, feita com norte-americanos e britânicos, mas acho a síndrome da “segunda-feira eu começo” bastante comum.

É por isso que gostaria de saudar o único momento que é genuinamente nosso, o agora. Não que se deva negar o passado, mas é importante ser um nostálgico sem dor. “Com o passar do tempo, não é que você encontra as respostas, mas suas dúvidas ficam mais inteligentes (Dzongsar Khyentse Rinpoche). Da mesma forma que é válido fazer planos. Os hinduístas, entretanto, fazem uma ressalva: sua intenção pode estar voltada para o futuro, mas sua atenção deve estar no presente.

De acordo com a física, o tempo é uma quantidade fundamental. Um segundo, a unidade universal de tempo para a humanidade, é definido como sendo 9.192.631.770 oscilações entre dois níveis do átomo de césio-133. [É nesse momento no qual deve se concentrar]

Essa explicação eu aprendi com Marcelo Gleiser, professor de física teórica no Dartmouth College e autor do livro “A Harmonia do Mundo”. De acordo com ele, o tempo é uma medida de mudança.

“Se nada ocorre, o tempo se faz desnecessário. Portanto, no plano pessoal, percebemos a passagem do tempo nas mudanças que ocorrem à nossa volta e na nossa pessoa. […] Logo, a percepção do tempo depende fundamentalmente da memória. […] Na verdade, o tempo passa sempre do mesmo jeito, segundo após segundo. Mas nossa percepção dessa passagem depende do nível de envolvimento que nosso cérebro tem com a experiência que estamos tendo. A relatividade psicológica da passagem do tempo depende de quão nova a experiência é.”

Dá o que pensar, né não? Numa entrevista, o ator Al Pacino descreveu toda a euforia da época do lançamento do filme O Poderoso Chefão como sendo seu dia ao sol. É esse sentimento que desejo a todos, muitos momentos ao sol. Façam, realizem. Não há felicidade sem ação.

Feliz 2010? Na verdade, desejo a você(s) um excelente agora.

PS –  Bacana notar que, todo ano, a lista de destinatários dessa mensagem aumenta.

Vamo’ começar esse ano? Relaxa aí!

Imagem via

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s