Quantos fãs você precisa para viver de arte?

O blog Web Ink Now analisa a estratégia de divulgação do Them Crooked Vultures, grupo que sequer lançou um álbum. Basicamente, investem na interação com os fãs, derrubando a barreira entre esses e os artistas que admiram. O site do grupo é simples, mas possui um fórum bastante movimentado pelos admiradores da banda. O mesmo vale para a página deles no Youtube: incentivam a filmagem de vídeos caseiros pelos fãs. No mais, shows, shows e mais shows.

É algo cada vez mais comum atualmente: estreitar os laços com os fãs. Porém, nesse caso o jogo já está ganho, visto que os integrantes do grupo são: baterista Dave Grohl (Foo Fighters, Nirvana), vocalista e guitarrista Josh Homme (Queens of the Stone Age & outras banda) e o baixista e tecladista John Paul Jones (Led Zeppelin). Esses já contam com capital social em decorrência de seus grupos de sucesso.

Grandes bandas atuais contaram com o auxílio das gravadoras, que investiram grandes somas na divulgação (assessoria de imprensa, publicidade, personal stylist), estrutura de produção (bons estúdios, produtores renomados), distribuição assegurada em todo o planeta etc.

TrueFans-1

É mais difícil para as bandas iniciantes. Há, todavia, uma meta a alcançar: possuir 1000 fãs verdadeiros lhe permitirá viver de música. Vi a fórmula no blog The Technium.

Ao cultivar laços com os apoiadores mais próximos, poderá também atingir uma audiência mais ampla. Ademais, não precisará centrar sua carreira na perseguição de um hit. Entretanto, essa conta vale para o artista solo. Quanto mais integrantes, mais fãs são necessários.

Para outras atividades artísticas, os números variam. Se é pintor, 500 admiradores bastam. Para cineastas, o desafio é bem maior: 5000 verdadeiros fãs. E você é uma microcelebridade se tiver 1500 admiradores.

A discussão no blog The Technium gerou várias críticas – inclusive de músicos – que refutam esses números.

Outra possibilidade são os sites que propiciam pequenas doações para sustentar projetos artísticos.

No Brasil, um ótimo blog sobre os novos rumos da música é o Música Líquida.

Veja também
E segue a briga centenária entre música e tecnologia

About these ads

Published by

charles cadé

Multimedia Professional & Communications Consultant. Great listener, avid reader, and movie lover.

2 thoughts on “Quantos fãs você precisa para viver de arte?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s