Tecnologia & Cinema

“Cada vez que aparece uma nova tecnologia, o cinema conhece uma mudança profunda também estética. Temos o exemplo da mudança do cinema mudo para o falado, que foi radical. E, no início da década de 50, com o surgimento de películas mais sensíveis, veio a nouvelle vague.
Hoje vemos uma transformação total com a tecnologia digital, tanto no plano econômico como no estético. Hoje qualquer grupo de jovens pode fazer filmes com uma câmera digital. É uma nova concepção.
E, com o DVD, um filme pode circular por todo lugar do mundo. Os filmes viajam mais facilmente, mas há riscos de aspectos negativos. Filme no telefone seria uma coisa estúpida. Qualquer companhia pode impor sua vontade ao público privado. É preciso que o cinema nacional não seja engolido, que a liberdade não seja esmagada.”

Costa-Gavras, cineasta greco-francês, em sabatina na Folha de São Paulo.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s